quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Módulo Básico - Aula 11 - O Fator de Corte

Agora que já conhecemos melhor os tipos de sensores e como eles funcionam, vamos conhecer os seus tamanhos e as importantes diferenças entre cada um deles.


O Fator de Corte

A grande dificuldade da fotografia digital foi reproduzir resultados iguais aos obtidos com as antigas câmeras de filme. A película do filme fotográfico tinha o tamanho padrão de 36mm x 24mm, mais popularmente conhecido como 35mm. Nem todos os sensores das câmeras digitais tem o mesmo tamanho. A fabricação de sensores do mesmo tamanho dos antigos filmes fotográficos é muito cara, por isso, estes sensores atualmente só estão presentes em câmeras profissionais de ponta caríssimas. Por causa do alto custo de produção, foram criados os sensores menores, e com isto surgiu o termo Fator de Corte.

Para entender como funciona o fator de corte, primeiro vamos conhecer os diferentes tamanhos de sensores.

Full Frame(36mm x 24mm - Também conhecido por 35mm): Como dito anteriormente, este tipo de sensor é utilizado apenas em câmeras profissionais de ponta caríssimas. Produz os melhores resultados com altíssima qualidade de imagem.

APS-H(28mm x 18mm aproximadamente): Utilizado apenas em alguns modelos da Canon e outros poucos modelos de outras marcas.

APS-C(24mm x 16mm aproximadamente - Também conhecido por DX nas câmeras Nikon): Utilizado na maioria das câmeras avançadas para uso amador e profissional das marcas Nikon e Canon. O sensor APS-C das Canon é um pouco menor do que o das Nikon. Possui um ótimo custo-benefício e produz excelentes resultados. Não chega a se comparar ao sensor Full Frame, mas costuma ser a escolha mais comum dos fotógrafos, principalmente aqueles que não possuem alta condição financeira, por ter o melhor custo-benefício do mercado.

1/2.3(6mm x 4mm aproximadamente): Utilizado na maioria das câmeras compactas, possui um custo de produção muito baixo. Não é utilizado no meio profissional, mas supre bem as necessidades do dia-a-dia de fotógrafos hobbistas e amadores. Câmeras equipadas com este sensor normalmente tem um preço de fácil acesso a qualquer pessoa.



Existem ainda outros tipos de sensores de diferentes tamanhos, porém estes são raramente usados. O fator de corte faz com que uma mesma lente utilizada em câmeras com diferentes tamanhos de sensor, se comporte de maneira diferente. Observe no exemplo abaixo, como uma foto tirada a uma distância focal de 26mm em um sensor full frame se comporta em outros tipos de sensores menores. Clique na imagem para ampliar.


Em sensores APS-H, temos o fator de corte de 1.3x, nos APS-C da Nikon(DX), de 1.5x, nos APS-C da Canon, 1.6x e nos 1/2.3", cerca de 6x. Para calcular o fator de corte do sensor, devemos tomar como base a medida horizontal do sensor Full Frame. Dividimos o tamanho do sensor Full Frame pelo do sensor em questão. O APS-C, por exemplo, tem 24mm de medida horizontal, então para calcular o seu fator de corte, dividimos 36 por 24 e obtemos o resultado de 1.5. Sendo assim, concluímos que o fator de corte deste sensor é de 1.5x. Alguns cálculos podem apresentar pequenas variações, tendo em vista que algumas pessoas consideram o sensor Full Frame como tendo 36mm e outros 35mm, mas o resultado final arredondado é basicamente o mesmo.

Sabendo o que é o fator de corte, poderemos determinar qual vai ser a distância focal real de nossa lente utilizando uma câmera com sensor menor. Por exemplo, uma lente com distância focal de 50mm utilizada em uma câmera com sensor Full Frame, de fato vai ter a distância focal real de 50mm. No caso dos sensores com fator de corte, já não funciona assim. Para sabermos qual vai ser a distância focal real, devemos multiplicar a distância focal da nossa lente pelo fator de corte do sensor da nossa câmera. Por exemplo, se utilizarmos uma lente com distância focal de 50mm em uma câmera com fator de corte de 1.5x, a distância focal real vai ser de 75mm. Multiplicando 50mm x 1.5, temos o resultado de 75mm.

Olhando por um lado, isto pode ser até um ponto positivo, já que em câmeras com sensores menores, podemos obter resultados de fotos aparentando estar ainda mais próximas do que nas com sensor Full Frame. Por outro lado, quando queremos obter resultados mais amplos, como quando vamos fotografar paisagens, grandes construções ou salas apertadas, acabamos nos limitando a um campo de visão mais reduzido.

Veja abaixo uma tabela de exemplos de como se comporta cada distância focal com seu respectivo fator de corte. Clique na imagem para ampliar.


Espero que tudo tenha ficado bem claro e que tenham gostado da aula de hoje.

Até a próxima aula!

Aula Anterior   Próxima Aula