domingo, 17 de julho de 2011

Módulo Básico - Aula 3 - A Abertura do Diafragma

Na aula de hoje, vamos aprender sobre o primeiro dos três fatores em que a exposição é baseada.


A Abertura do Diafragma

O diafragma é o dispositivo que controla a abertura da lente. Ele é composto por um conjunto de lâminas finas que ficam dentro da lente. O diafragma controla a quantidade de luz que passa pela lente para chegar ao sensor. Quanto mais aberto ele estiver, mais luz consegue passar, e quanto mais fechado, menos luz. São atribuídos diferentes valores numéricos de identificação para cada abertura determinada.
 
Estes valores são conhecidos como números f ou f-stop, e seguem sempre um padrão universal em todas as lentes. Esta é a escala padrão de números f: 1, 1.4, 2, 2.8, 4, 5.6, 8, 11, 16, 22, 32, 45 e 64. Mesmo que agora para você eles pareçam apenas um conjunto de números aleatórios, se você observar bem, eles seguem uma lógica. Olhe para a imagem abaixo e observe que os números seguem uma progressão geométrica intercalada.
Você conhece o ditado "menos é mais"? Pois é, eu diria que ele cai perfeitamente para descrever os números f. Quanto maior o número f atribuído, menor será a abertura, e consequentemente, menor será a passagem de luz pelo diafragma. Ao contrário, quanto menor o número f atribuído, maior será a abertura, e consequentemente, maior será a passagem de luz pelo diafragma. Número menor, maior abertura. Número maior, menor abertura.



Se isto for difícil para você lembrar, você pode tentar imaginar estes números como frações. Por exemplo, 1/2 (um meio), é um valor maior do que 1/4 (um quarto), que por sua vez é maior do que 1/8 (um oitavo), e assim por diante. Lembra daqueles exercícios de matemática que você tinha no ensino fundamental, onde você precisava definir quem comeu mais, o Joãozinho que comeu 1/2 de pizza, ou a Mariazinha que comeu 1/4 de pizza?

Agora você usa o mesmo princípio, só que ao invés de fracionar a pizza, você vai fracionar a luz. O maior valor que você pode ter é 1 (um inteiro), e o menor 1/64 (um sessenta e quatro avos). Você não precisa necessariamente lembrar de todos os números f da escala, apenas lembrar o que eles representam.

Começando de f/1, até f/64, a cada número f seguinte na escala, a quantidade de luz que passa pelo diafragma é reduzida pela metade. Com f/1.4, teremos duas vezes menos luz passando pelo diafragma do que com f/1. Com f/2, duas vezes menos do que com f/1.4. Com f/2.8, duas vezes menos do que com f/2, e assim progressivamente.

O inverso também funciona da mesma maneira, só que ao invés de dividir pela metade a quantidade de luz, ela se duplica. Por exemplo, com f/45, teremos duas vezes mais luz passando pelo diafragma do que com f/64. Com f/32, duas vezes mais do que com f/45. Com f/22, duas vezes mais do que com f/32, e assim por diante.

Toda esta informação pode ser um pouco difícil de assimilar somente com exemplos técnicos, então, vamos ver uma imagem explicando visualmente o que eu acabei de explicar. Na imagem vemos um diafragma abrindo e fechando, com suas aberturas e números f correspondentes aproximados.


Confira também o vídeo ilustrativo abaixo.



Agora que você aprendeu toda a escala de números f, você deve saber que alguns destes números raramente são usados e que alguns outros não citados também são usados. As lentes atuais normalmente tem a sua escala de números f mais reduzida. A escala mais comum vai de f/1.4 a f/32, dependendo do tipo da lente. Aberturas com valores f/1, f/45 e f/64 dificilmente são encontrados.

Dentre a escala mais comum, também existem valores intermediários de aberturas que variam ligeiramente a quantidade de luz que passa pelo diafragma, por exemplo f/1.8, f/3.5, f/6.3, f/7.1, f/9, f/36, entre outros.

Podemos observar nesta outra imagem as diferentes quantidades de passagem de luz, dependendo do número f atribuído na exposição. Observe que mesmo pequenos valores intermediários podem fazer grandes diferenças na quantidade de luz da cena. Todos os outros controles de exposição se mantiveram exatamente os mesmos em cada exemplo, a única coisa alterada foi a abertura do diafragma. Clique na imagem para visualizar em tamanho maior.


Além de contribuir para o ajuste da exposição, a abertura do diafragma também tem outra função importante, mas isto é assunto para mais adiante, por hoje já tivemos informações o suficiente para assimilar.

Lembrem-se de clicar em um dos botões abaixo de cada post em "Você entendeu?". Cliquem em "Entendi Tudo", "Entendi Quase Tudo" ou "Não Entendi", para que eu possa avaliar se minhas explicações estão sendo suficientemente claras. Na próxima aula aprenderemos sobre o segundo dos três fatores em que a exposição é baseada, a velocidade do obturador.

Até a próxima aula!

Aula Anterior   Próxima Aula