Janela Pop-in

Saiba Como Tirar Fotos 10x Melhores!

Menu Principal

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Quais São as Suas Maiores Dúvidas na Fotografia? - Respostas

Há algum tempo, enviei um e-mail para todos os inscritos do blog fazendo a seguinte pergunta:

"Quais são as suas maiores dúvidas na fotografia?"

Como eu já havia dito num outro e-mail que enviei no dia seguinte a este com a pergunta, recebi dezenas de respostas (65 no total), com as mais diversas dúvidas sobre fotografia. Sabia que responder tantas perguntas me daria bastante trabalho e levaria um tempo considerável, mas mesmo assim, prometi responder todas. Além de não gostar de deixar ninguém na mão, promessa é dívida!

Cogitei a possibilidade de fazer um vídeo com as perguntas e as respostas, mas acabei desistindo. Como algumas perguntas exigem respostas mais extensas, acredito que o vídeo acabaria ficando extremamente longo, passando facilmente de 1 hora - o que o tornaria um tanto chato de assistir, principalmente para quem não tem muito tempo e/ou paciência (além de me dar também muito mais trabalho para gravar, editar, etc).

Por isso, acabei optando pela tradicional postagem em formato de texto. Assim, cada leitor pode pular direto somente para as perguntas e respostas que são do seu interesse. Agora, sem mais delongas, vamos às respostas de todos os e-mails recebidos!

Para respondê-los, vou copiar e colar todos eles aqui, exatamente como me foram escritos, conforme a ordem que fui recebendo. Vamos lá!



1) Marta Teixeira da Silva

Como dirigir um casal tanto nas fotos de casamento quanto no ensaio?

Marta, como eu não trabalho com casamentos, não posso te falar sobre este assunto com muita propriedade. A única dica que eu posso te dar, é recomendar um ótimo livro que fala sobre o assunto. Ele se chama Fotografia de Casamento, e é do Marcos Andreoni.

Você pode comprá-lo clicando aqui.



2) Sidnei

Boa tarde,sou iniciante comprei um nikon 90 uma lente 50 mm,105mm,e uma 300 mas não sei praticamente nada.

Sidnei, você já tem um excelente equipamento inicial em mãos. Agora é tudo questão de obter mais conhecimento, para que você consiga fazer ótimas fotos. Para isso, recomendo que você leia todas as aulas do Módulo Básico do curso.

Após terminar de lê-lo e colocar em prática o conhecimento adquirido, você já vai perceber uma enorme mudança na qualidade das suas fotos. Depois disso, para aumentar ainda mais o seu conhecimento, você pode ler as aulas do Módulo Intermediário, e também conferir a seção Dicas Diversas do blog.



3) David Chazan

Boa tarde Leandro, estou em dúvida sobre que câmara comprar: Canon T5 ou Canon T5i. Qual tua opinião.

David, ambas são ótimas câmeras da categoria DSLR de Entrada. Qualquer uma que você escolher, acredito que já estará bem servido. As diferenças entre elas existem, mas são poucas, fazendo pouca ou nenhuma diferença para quem está iniciando na fotografia. Para conhecer todas as diferenças entre elas, clique aqui (site em Inglês).



4) Luciana Ramos

A minha maior dúvida é com relação a luz. Essa parte ainda é bastante complexa para mim.

Luciana, como você não especificou o que exatamente em relação à luz que te deixa em dúvida, não sei se vou conseguir dar a resposta que você queria. Mas se o que você se refere é em relação a medir a luz e à Exposição, sugiro que você leia esta aula, onde falo sobre o assunto.

E se você quiser se aprofundar nisso, procure aprender mais sobre Fotometria (medir a luz). Além do conteúdo disponível aqui no blog, existem diversos textos gratuitos na internet e livros que abordam o assunto mais detalhadamente.



5) Gecamaju

EU PRECISO DE DICAS DE COMO MANUSEAR A CANON SX50 HS. POIS EU COMPREI ELA A POUCO TEMPO E NÃO MANJO NADA DELA.

Gecamaju, como eu não tenho esta câmera, não posso te falar sobre como mexer nela especificamente. Eu sei que é um pouco chato, mas o ideal é você ler o manual de instruções dela. Lá você encontra detalhadamente o passo a passo de como usá-la e para que serve cada botão que ela tem.

Se não tiver o manual de instruções da sua Canon SX50 HS em Português, você pode fazer o download dele em PDF clicando aqui.



6) Morgana Mor

Onde podemos ser considerados fotógrafos profissionais ?

Morgana, a partir do momento em que estamos ganhando dinheiro com a fotografia, podemos ser considerados fotógrafos profissionais. Mas claro que, como em todo tipo de mercado, o termo "profissional" nem sempre é sinônimo de trabalho bem feito. Existem profissionais e profissionais: os bons e os ruins.

Se a sua pergunta é mais direcionada à questão de quando podemos ser considerados bons fotógrafos, isso já é mais relativo e subjetivo. Depende muito pra quem você vai fotografar, que tipo de fotografia você faz, entre diversas outras variáveis.

Mas um bom indício de que você está no caminho certo, é se você recebe mais elogios do que críticas (mais ainda se eles vierem de quem realmente entende de fotografia).



7) Fausto Diniz da Silva Jr.

Olá,
Tenho muita dúvida em:-
Como travar o Foco.
Os diferentes modo de fotometria ( Matricial, Média Ponderada, Pontual etc )
Obrigado,
​Fausto.

Fausto, na imensa maioria das câmeras, para travar o foco, basta pressionar o botão disparador até a metade. O botão disparador tem duas fases de pressão: se você pressionar só até a metade, o foco e a exposição travam. E se pressionar até o fim, você tira a foto.

As câmeras mais avançadas (DSLR) costumam ter um botão a mais, separado, dedicado exclusivamente a esta função. Nas câmeras da Nikon este botão se chama AE-L / AF-L (abreviaturas de Auto Exposure Lock e Auto Focus Lock). E nas câmeras da Canon, se não me engano, o botão para isso é aquele com o símbolo de * (asterisco).

Quanto aos modos de fotometria, eles dizem respeito a como o fotômetro interno da câmera vai calcular a média de luz refletida e te indicar a exposição ideal. Os métodos de medição mais comuns funcionam basicamente assim:

• Medição Matricial: O fotômetro considera a luz vinda da cena inteira que você está enquadrando para fazer a média de cálculo da exposição ideal. Exemplo de uso: paisagens.

• Medição Ponderada Central: O fotômetro considera a luz vinda da maior parte da cena, porém dá uma ênfase especial para o que está no centro do enquadramento. Exemplo de uso: retratos onde se queira preservar também os detalhes do segundo plano e do fundo.

• Medição Parcial: O fotômetro considera a luz vinda de uma pequena parte no centro do enquadramento. Exemplo de uso: retratos onde se queira dar total destaque ao retratado, ignorando completamente os detalhes do segundo plano e do fundo.

• Medição Pontual: O fotômetro considera a luz vinda de uma minúscula parte no centro do enquadramento. Exemplo de uso: objetos e outros assuntos pequenos, onde se quer priorizar seus detalhes em relação ao fundo.



8) Fernando de Paula Santos

Boa tarde, Leandro
Ajuste manual de profundidade de campo e abertura, foco manual.
Essas são minhas principais duvidas.

Abraço
Fernando

Fernando, para poder controlar a Profundidade de Campo a seu gosto, é importante entender bem como ela funciona. Para isso, recomendo que você leia a aula onde falo sobre ela, e também a que falo sobre a Abertura do Diafragma.

Para saber exatamente qual vai ser a abrangência da profundidade de campo em situações específicas, recomendo que você use uma calculadora própria para isso. A que eu mais gosto é a do site DOF Master. Você pode acessá-la clicando aqui.

Ela está em Inglês, mas mesmo que você não domine o idioma, é bastante fácil entender como funciona. Basta selecionar o modelo da sua câmera, a distância focal da sua lente, a abertura do diafragma que vai utilizar, e a distância do objeto que você vai fazer o foco em relação à câmera (selecione "meters" [metros] ou "cm" [centímetros] para usar as medidas brasileiras).

Depois é só clicar em "Calculate" (Calcular). No quadro à direita, na seção "Depth of field" (Profundidade de campo), veja os valores que serão exibidos em "Near limit" (Limite mais próximo), "Far limit" (Limite mais distante) e "Total" (Abrangência total). Com esses dados em mãos, você descobre a abrangência exata da sua profundidade de campo.

E quanto ao foco manual, não tem muito mistério. Para usá-lo, basta desabilitar o foco automático na sua lente e/ou câmera. Ele pode ser útil em situações onde o foco automático falha muito, como em ambientes extremamente escuros.

Para dominá-lo, é questão de prática. Faça vários testes, até incorporar completamente na sua cabeça a relação entre quanto você gira o anel de foco da lente, e quanto isso altera na prática a distância onde a lente está focando.



9) Maria Luizza Guizzardi Carlesso

Boa Tarde Leandro!

Eu tenho uma máquina Sony semi profissional. Eu amo fotografias, mas em primeiro lugar eu queria aprender as funções da máquina, como tirar uma boa foto, não sair tremidas, quando for tirar as fotos a noite, em que função coloco, enfim, gostaria de fazer um curso de fotografias. O problema que moro em SC, aí fica meio difícel. Qual sua opinião?

Fico no aguardo!

Att,

Maria, eu sei que é um pouco chato, mas para entender exatamente como a sua câmera funciona, o ideal é que você leia o manual de instruções dela. Nele você encontra detalhadamente o passo a passo de como usá-la e para que serve cada botão que ela tem.

Se não tiver o manual de instruções da sua câmera em Português, você pode procurar por ele na seção de suporte do site da Sony, clicando aqui. Procure o modelo da sua câmera e faça o download do seu manual de instruções em Português em formato PDF.

Quanto à parte da fotografia em si, você pode aprender lendo as aulas do curso gratuito aqui do blog. Para entender porque algumas fotos saem tremidas, por exemplo, você deve aprender como funciona a Velocidade do Obturador.

Recomendo que você leia todas as aulas do Módulo Básico do curso. Após terminar de lê-las, você já deverá ser capaz de tirar fotos muito melhores em praticamente qualquer situação de luz, inclusive durante a noite, como você disse que gostaria. Para começar a ler as aulas, clique aqui.



10) Valéria Amorin

Algo que sempre causa duvidas com respeito a fotografia e a iluminação. Dicas de como fotografar com a luz forte do dia, a noite..por do sol.. Com flash sem flash... São sempre interessantes.

Valéria, aqui no blog eu não tenho dicas para situações muito específicas como as que você citou, porque eu acredito que não existe uma "receita de bolo" para ser seguida, digamos assim, que ajude a sempre fotografar "da maneira certa" em cada situação.

Cada fotógrafo tem sua própria visão, e como a fotografia é uma arte muito subjetiva, não posso te dizer exatamente como fotografar "assunto X" ou em "situação Y".

O que eu posso te ensinar são os conceitos básicos de como funciona a fotografia. E aí sim, a partir daí, você, com este conhecimento, pode definir por si mesma o que funciona e fica melhor em cada situação mais específica.

Para aprender estes conceitos da qual falei, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso aqui do blog. Para acessá-lo, clique aqui.



11) Vicente Sitoi

Minha maior duvida e como fazer bons retratos, seguida de como configurar a camera para sempre ter fotos bem expostas.

Vicente, para fazer bons retratos, vou te dar 3 dicas que acho fundamentais:

1) Faça o foco sempre nos olhos do retratado (a menos que, por algum motivo, a intenção seja dar destaque proposital a outra parte do rosto).

2) Fique na mesma altura do retratado. Se for fotografar uma criança ou um animal, por exemplo, abaixe-se e fique no mesmo nível dos seus olhos. Ao contrário, se for fotografar uma pessoa muito alta, suba por exemplo em um banquinho.

3) Encontre poses que favoreçam mais as "qualidades" e escondam mais os "defeitos" do retratado. Coloquei "qualidades" e "defeitos" entre aspas porque são coisas muito subjetivas. Por exemplo, enquanto para algumas pessoas um nariz muito grande pode ser considerado "defeito", para outras pode ser considerado "qualidade". Depende muito dos olhos de quem vê. Mas de maneira geral, siga o senso comum do que a maioria das pessoas considera "qualidade" e "defeito".

Já para sempre conseguir fotos bem expostas, recomendo que você leia as aulas do Módulo Básico do curso. Com o conhecimento adquirido lendo-as, você vai conseguir fazer isso naturalmente. Para acessar as aulas, clique aqui.



12) Juka Araujo

Macro

Abraços

Juka, o blog já conta com bastante material que fala sobre Macro. Você já conferiu?

Módulo Intermediário - Aula 8 - Macrofotografia - Parte 1
Módulo Intermediário - Aula 9 - Macrofotografia - Parte 2
Módulo Intermediário - Aula 10 - Macrofotografia - Parte 3  
Como Fazer Boas Fotos Macro com Lente Invertida 
 


13) Larissa Cavalcante

Olá!
Minha maior dúvida é com relação a fotografia à noite. Não consigo configurar minha câmera da maneira correta. Também tenho problemas com relação ao foco manual! Obrigada pela atenção!

Larissa, como não sei a que tipo de fotografia à noite você se refere exatamente, vou falar das duas possíveis situações mais comuns quanto se fotografa à noite. A primeira é quando queremos fazer fotos com a técnica chamada Longa Exposição.

Esse tipo de foto geralmente se faz à noite justamente para se aproveitar da pouca quantidade de luz disponível, podendo diminuir drasticamente a Velocidade do Obturador sem que a foto fique superexposta (excessivamente clara). Fica especialmente interessante quando se fotografa assim na rua, captando os traços de luz que formam os faróis dos carros em movimento durante a exposição.

Para fazer esse tipo de foto à noite, se baseie nas seguintes configurações:

Sensibilidade ISO: Use a menor disponível na sua câmera (geralmente ISO 100).

Abertura do Diafragma: Use aberturas maiores (Ex: f/4) se quiser usar velocidades mais rápidas (Ex: 2 segundos), ou aberturas menores (Ex: f/16) se quiser usar velocidades mais lentas (Ex: 30 segundos).

Velocidade do Obturador: Use uma velocidade bastante lenta, na ordem dos segundos inteiros. Algo entre 1 segundo até 30 segundos, dependendo da abertura que utilizar.

Lembrando que, ao usar velocidades tão lentas, é absolutamente necessário que a sua câmera esteja totalmente estável durante toda a exposição. Se tiver tripé, coloque sua câmera nele. Se não tiver, simplesmente apoie-a em uma superfície firme. E para diminuir ainda mais o risco da foto sair tremida, você pode usar o temporizador de 2 ou 10 segundos para iniciar a exposição.

A outra possível situação mais comum de fotografia à noite é em um ambiente interno, como um jantar em família, por exemplo. Nesse caso, a coisa muda completamente de figura. Você não deve mais usar velocidades lentas, pois não quer fazer fotos tremidas, certo?

Nessa situação é muito difícil dar dicas específicas de exposição, pois cada ambiente é um. Cada lugar tem seu nível particular de iluminação, mais forte ou mais fraca. A dica mais geral que eu posso dar nesse caso, é: use as configurações para conseguir o máximo de luz possível com a sua câmera.

Aumente o ISO o máximo que puder, até um ponto um pouco antes do ruído se tornar realmente incômodo. Use a maior abertura que a sua lente tiver disponível. Baixe o máximo que puder a velocidade de obturador, até um ponto um pouco antes de as fotos começarem a ficar tremidas.

Usar ou não o flash fica a seu critério. O flash incorporado da câmera, jogado diretamente na cara das pessoas, geralmente não fica muito bom. Mas em último caso, pode ser uma solução. Ainda é preferível conseguir fotos um pouco feias com flash direto, do que fotos totalmente tremidas, por ter que usar uma velocidade muito lenta para compensar a pouca de luz.

Caso não tenha entendido muito bem alguns termos dos quais eu falei acima, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Com elas, você vai aprender mais detalhes sobre a Exposição e suas três variáveis que a influenciam: a Abertura do Diafragma, a Velocidade do Obturador e a Sensibilidade ISO.

E quanto ao foco manual, não tem muito mistério. Para usá-lo, basta desabilitar o foco automático na sua lente e/ou câmera. Ele pode ser útil em situações onde o foco automático falha muito, como em ambientes extremamente escuros.

Para dominá-lo, é questão de prática. Faça vários testes, até incorporar completamente na sua cabeça a relação entre quanto você gira o anel de foco da lente, e quanto isso altera na prática a distância onde a lente está focando.



14) Denys

Boa tarde e obrigado pelas dicas!
A minha maior dúvida  neste  momento  é como conseguir uma boa nitidez  na foto de pessoas usando o foco manual. Qual seria a abertura ideal e se um pouco de zoom facilita a focalização, desde já agradeço, Denys.

Denys, o foco manual não tem muito mistério. Para dominá-lo, é questão de prática. Faça vários testes, até incorporar completamente na sua cabeça a relação entre quanto você gira o anel de foco da lente, e quanto isso altera na prática a distância onde a lente está focando.

Quanto menor for a abertura que você utilizar, maior será a profundidade de campo, e consequentemente mais fácil será de você conseguir deixar o seu assunto dentro da área em foco. Por exemplo, usando f/16 é muito mais fácil mantê-lo na área em foco do que usando f/5.6.

A distância focal da sua lente também afeta um pouco a dificuldade em fazer o foco manual. Quanto maior ela for (Ex: 300mm), mais difícil será. Ao contrário, quanto menor ela for (Ex: 18mm), mais fácil será.

Caso não tenha entendido muito bem alguns termos dos quais eu falei acima, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Com elas, você vai aprender mais detalhes sobre tudo que eu expliquei.



15) Fabiana Tavares

Ola tudo bem?
Gostaria de saber um pouco mais sobre foto panorâmica
Obrigada

Fabiana, no blog há uma aula onde falo especificamente sobre Fotos Panorâmicas. Você já deu uma olhada? Clique aqui para conferir!



16) Marcos Lima

Olá Leandro, tudo bem?

Sou um fotografo de Smartphone, gostaria de saber como enquadrar diferentes tipos de fotos Selfie (que é uma nova modalidade pra mim).

Agradeço,
Marcos Lima

Marcos, as principais técnicas de Composição e Enquadramento valem para praticamente todos os tipos de fotos e câmeras. Há um aula no blog onde eu falo sobre estas técnicas. Você já deu olhada? Clique aqui para conferir!



17) Audrey Assayag

Fotos noturnas.

Audrey, como não sei a que tipo de fotografia noturna você se refere exatamente, vou falar das duas possíveis situações mais comuns quanto se fotografa à noite. A primeira é quando queremos fazer fotos com a técnica chamada Longa Exposição.

Esse tipo de foto geralmente se faz à noite justamente para se aproveitar da pouca quantidade de luz disponível, podendo diminuir drasticamente a Velocidade do Obturador sem que a foto fique superexposta (excessivamente clara). Fica especialmente interessante quando se fotografa assim na rua, captando os traços de luz que formam os faróis dos carros em movimento durante a exposição.

Para fazer esse tipo de foto à noite, se baseie nas seguintes configurações:

Sensibilidade ISO: Use a menor disponível na sua câmera (geralmente ISO 100).

Abertura do Diafragma: Use aberturas maiores (Ex: f/4) se quiser usar velocidades mais rápidas (Ex: 2 segundos), ou aberturas menores (Ex: f/16) se quiser usar velocidades mais lentas (Ex: 30 segundos).

Velocidade do Obturador: Use uma velocidade bastante lenta, na ordem dos segundos inteiros. Algo entre 1 segundo até 30 segundos, dependendo da abertura que utilizar.

Lembrando que, ao usar velocidades tão lentas, é absolutamente necessário que a sua câmera esteja totalmente estável durante toda a exposição. Se tiver tripé, coloque sua câmera nele. Se não tiver, simplesmente apoie-a em uma superfície firme. E para diminuir ainda mais o risco da foto sair tremida, você pode usar o temporizador de 2 ou 10 segundos para iniciar a exposição.

A outra possível situação mais comum de fotografia à noite é em um ambiente interno, como um jantar em família, por exemplo. Nesse caso, a coisa muda completamente de figura. Você não deve mais usar velocidades lentas, pois não quer fazer fotos tremidas, certo?

Nessa situação é muito difícil dar dicas específicas de exposição, pois cada ambiente é um. Cada lugar tem seu nível particular de iluminação, mais forte ou mais fraca. A dica mais geral que eu posso dar nesse caso, é: use as configurações para conseguir o máximo de luz possível com a sua câmera.

Aumente o ISO o máximo que puder, até um ponto um pouco antes do ruído se tornar realmente incômodo. Use a maior abertura que a sua lente tiver disponível. Baixe o máximo que puder a velocidade de obturador, até um ponto um pouco antes de as fotos começarem a ficar tremidas.

Usar ou não o flash fica a seu critério. O flash incorporado da câmera, jogado diretamente na cara das pessoas, geralmente não fica muito bom. Mas em último caso, pode ser uma solução. Ainda é preferível conseguir fotos um pouco feias com flash direto, do que fotos totalmente tremidas, por ter que usar uma velocidade muito lenta para compensar a pouca de luz.

Caso não tenha entendido muito bem alguns termos das quais eu falei acima, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Com elas, você vai aprender mais detalhes sobre a Exposição e suas três variáveis que a influenciam: a Abertura do Diafragma, a Velocidade do Obturador e a Sensibilidade ISO.



18) Carolina Moraes

Olá, minha maior dúvida é quanto cobrar em diferenciados books, por exemplo, meu foco AGORA é book outdoor, newborn, gestante, infantil, e talvez sensual (boudoir, etc), gostaria também de ver modelos de contratos para as modalidades que mencionei... Meu foco futuro é casamento.

Grata desde já.

Carolina, como o foco do blog é mais na parte do aprendizado da fotografia em si, e não tanto em sua atuação profissional, ainda não publiquei nenhuma aula ou dica falando sobre precificação de serviços. Este é um assunto um pouco complicado e que exige bastante detalhes.

Por isso, para não precisar me estender muito, vou te passar links externos de artigos em outros sites que abordam melhor os assuntos que você quer saber mais. Clique nos links abaixo para lê-los.

Como Cobrar? Formação Inicial de Preços na Fotografia.
Itens Essenciais Em Um Contrato de Fotografia
Modelo de Contrato de Serviços Fotográficos




19) Silvana Antonowicz

Olá tudo bem??
Minha maior duvida é em relação ao uso do fotoshop.....eu particularmente nao sei usar o corretamente, sou fotografa iniciante!!!

Silvana, por enquanto, a única aula disponível no blog que envolve o uso do Photoshop, é a aula 7 do Módulo Intermediário, onde explico como fazer fotos com o Efeito Cutout. Clique aqui para assisti-la.

Se quiser aprender mais sobre o uso do Photoshop, recomendo que faça um curso que seja especificamente focado nele. Um muito bom, que custa apenas R$ 30, é o do Cursos 24 Horas. Se tiver interesse, clique aqui para adquiri-lo.



20) Jéssica Confia

Tenho um Chá de bebê no fim de semana. Gostaria de saber qual a melhor configuração manual para eventos sociais? Considerando que minha câmera é uma Sony DCS H300.

Comprei ela faz algumas semanas. Fiz um bom negócio?

Jéssica, na verdade não existe uma "receita de bolo" para ser seguida, digamos assim, que ajude a sempre fotografar "da maneira certa" em determinadas situações, como por exemplo em eventos sociais.

Cada fotógrafo tem sua própria visão, e como a fotografia é uma arte muito subjetiva, não posso te dizer exatamente como fotografar "assunto X" ou em "situação Y".

O que eu posso te ensinar são os conceitos básicos de como funciona a fotografia. E aí sim, a partir daí, você, com este conhecimento, pode definir por si mesma o que funciona e fica melhor em cada situação mais específica.

Para aprender estes conceitos da qual falei, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso aqui do blog. Para acessá-lo, clique aqui.

Quanto à compra da sua câmera, acredito que tenha feito sim um bom negócio. A Sony DSC-H300 é um bom modelo para você ir se aperfeiçoando na fotografia.



21) Roberto César

Caro Leandro,

Adorei sua pergunta e, vou me estender um pouco na resposta, mas tenho certeza que é a dúvida de muita gente.

Há muitos anos eu tinha uma máquina (Pentax), ainda de filme, mas eu não tinha a minima noção de como utiliza-la no modo manual. Naquela época e na localidade em que eu morava, não tinha acesso a curso de fotografias, a literatura não era boa e eu só usava no automático e colocava a ISO de acordo com o que vinha escrito na caixinha do filme. Mas, isso bastava, eu tirava foto da minha família e estava tudo bem. Com o passar do tempo acabei esquecendo a máquina e utilizando uma filmadora.

Há 2 anos e pouco atraz eu fui trabalhar na India e com a diferença brutal de preços devido ao câmbio acabei adquirindo uma Nikon 3200. No início foi a mesma coisa, eu só utilizava a máquina no manual. Passei a ver alguns vídeos na internet, a baixar algumas apostilas, mas tinha e tenho um brutal dificuldade na hora de ajustar a máquina para usar no manual. Sempre acho que não vai dar tempo de tirar a foto, que não vai sair etc.

Durante este período descobri o Flickr, descobri programas de edição e vi que eu tinha um longo caminho pela frente. Quase desanimei. Já tinha praticamente decidido ficar somente no jpeg e no manual.

Bom, durante este período eu fui transferido para a Malaysia, onde a proliferação de câmeras, é enorme. Lá adquiri uma outra máquina, uma Nikon D7200 e fiz as bobagens que imagino que muita gente faz: comprei Flash, que não sei utilizar direito; lente que não sei utilizar direito, e continuo utilizando no automatico no modo cenas.

Bom eu quero evoluir. Eu quero compreender melhor meus equipamentos. Eu tenho uma pagina no flickr (www.flickr/photos/bobcesar) que tem mais de 10 mil views e uns 200 likes (sem ser de parentes) quer dizer, de vez em quando eu acerto e faço uma boa foto.

Isto posto, vamos as dúvidas:

1) Como utilizar a camera no modo manual, explicado de uma maneira clara, fácil de entender, que qualquer pessoa (dos 20 aos 80 anos) possa entender? o que eu faço primeiro, o que eu ajusto em seguida. Dicas simples: sol forte usa iso 100 abertura Y e por ai vai.

2) Como utilizar o flash de maneira correta, como configurar.

3) Como tirar fotos raw. Eu por exemplo, já tirei e não sei onde foi parar na máquina.

4) Conservação de equipamentos: eu já li tanta coisa a respeito que, certa vez, tive vontade de guardar o equipamento e não usar mais.

5) Como utilizar: por exemplo, fui a um parque com as duas máquinas penduradas no pescoço. Tirei lá umas 20 fotos no total, 18 numa máquina 2 na outra.

Ridículo né, mas tem um montão de gente na mesma situação minha. Compram a máquina, sem o menor interesse em ser profissional, mas por que gostam de fotografar e ai gasta-se dinheiro e tempo com coisas inúteis, de pouco uso.

Se nós, os "Leigos Plus" tivessémos um canal be-a-ba, acho que ajudaria muito, mas muito mesmo.

Desculpa o texto longo e muito obrigado pelas dicas d pelo curso (já fiz o curso umas tres vezes: desisti, parei, recomeçei....)

Abraços
Roberto

Roberto, vamos às respostas:

1) Infelizmente não existe uma "receita de bolo", onde eu possa dizer, por exemplo: "em situação X, use ISO 100, abertura f/5.6, e velocidade 1/60" ou "em situação Y, use ISO 3200, abertura f/3.5 e velocidade 1/30". Isso, por dois motivos.

Primeiro porque cada ambiente tem uma condição de iluminação diferente, assim como cada assunto, cada objeto, reflete uma quantidade de luz diferente (a reflexão da luz é usada pelo fotômetro para te indicar a exposição mais próxima da "correta").

Eu poderia te dizer, por exemplo, que na minha casa, à noite, eu sempre uso ISO 1600, abertura f/3.5 e velocidade 1/50 para fotografar e obter a exposição ideal (não é verdade, claro, é apenas um exemplo). Então você tenta reproduzir as mesmas configurações na sua câmera, no mesmo ambiente: também na sua casa, à noite.

O que vai acontecer, muito provavelmente? As fotos não vão ficar bem expostas, mas sim subexpostas (claras demais) ou superexpostas (escuras demais). Por que? Simplesmente porque mesmo sendo no mesmo ambiente e no mesmo horário do dia, existem diversas outras variáveis que afetam as condições de iluminação do ambiente.

Na minha casa, pode ser que as paredes sejam brancas. Na sua, pode ser que sejam amarelas, fazendo refletir menos luz. Na minha, pode ser que eu use lâmpadas fluorescentes de 45w. Na sua, pode ser que você use lâmpadas de tungstênio de 60w. Na minha, pode ser que a sala seja pequena, com apenas 12 metros quadrados. Na sua, pode ser que seja maior, com 30 metros quadrados. Entre diversas outras pequenas coisas...

Entendeu onde eu quero chegar? Cada situação e cada ambiente tem uma iluminação única. É por isso que é absolutamente impossível fazer uma tabela com valores de exposição prontos, sendo mais, ou menos indicados para cada situação específica.

E agora, o segundo motivo, é porque cada fotógrafo tem a sua visão única da foto que quer obter. Não é porque o fotômetro "manda", que precisamos seguir à risca as configurações de exposição que ele nos mostra como ideais.

Alguns fotógrafos, até como identidade própria de suas fotos, preferem, por exemplo, fazer fotos levemente superexpostas (um pouco mais claras do que o normal). Igualmente, outros preferem fotos levemente subexpostas (um pouco mais escuras do que o normal). Por esses dois motivos que realmente não tem como objetivar aquilo que é extremamente subjetivo.

O mais próximo que conseguiram fazer de uma tabela pronta para situações específicas, é a Regra Sunny f/16. Se quiser saber mais sobre ela, clique aqui. Mas o que eu recomendo é que você não se prenda à ela. Tome-a apenas como referência inicial.

Para dominar de verdade o uso do modo Manual, saber exatamente quais configurações usar, quando e como usar, é preciso estudar e praticar muito. Pelo que me disse, acho que você já leu as aulas do Módulo Básico do curso, mas ler outra vez nunca é demais!

Leia, procure entender a lógica da reciprocidade dos 3 fatores que influenciam a exposição, e pratique bastante. Só assim você vai realmente conseguir dominar o uso do modo Manual.


2) Para essa pergunta, te dou a mesma resposta da anterior. Só com muito estudo e muitos testes que você vai conseguir encontrar sempre a configuração ideal para cada condição distinta de iluminação. A única dica que posso te dar para facilitar um pouco mais a sua vida, é: use-o no modo TTL (Through The Lens) ao invés do M (Manual).

Conforme for percebendo que as suas fotos estão ficando subexpostas ou superexpostas mesmo usando o TTL, você pode usar a Compensação de Exposição do flash. Compense para mais (+), caso perceba que as fotos estão muito escuras, ou para menos (-), caso perceba que estão muito claras. Para descobrir como fazer isso no seu flash, consulte o manual de instruções dele.


3) Se você selecionou a opção para fotografar somente em RAW, a câmera vai exibir no monitor LCD uma espécie de simulação de como ficaria a sua foto após ser finalizada no formato JPEG. É normal isso acontecer. Como você usa Nikon, para encontrar as suas fotos em RAW, procure no cartão de memória da sua câmera os arquivos no formato ".NEF".

Se agora estiver fotografando em JPEG e não souber como voltar a fotografar em RAW, procure no manual de instruções da sua câmera como fazer esta troca. Também é possível fotografar nos dois formatos: RAW + JPEG (porém isto faz com que o cartão de memória encha mais rápido).


4) Se você usa todo o seu equipamento frequentemente, não precisa se preocupar tanto com isso. Só é importante conservar seu equipamento em condições especiais (especialmente lentes), caso você não vá utilizá-lo por um longo período de tempo.

Lentes, por exemplo, que são propensas à proliferação de fungos em ambientes mais úmidos, você pode guardar em uma caixa fechada junto com pacotes de sílica-gel e um higrômetro portátil (para monitorar o nível de umidade). Quando o nível de umidade começar a aumentar muito, significa que está na hora de trocar os pacotes por novos, pois os antigos já perderam sua capacidade de absorção.


5) Não sei se entendi direito esta pergunta. Pelo que entendi, você gostaria de saber em quais situações devemos usar duas câmeras ao invés de uma, é isso? Se for isso, é sempre bom ter outra câmera de reserva em qualquer tipo de trabalho profissional que vamos fazer, especialmente aqueles que não podem ser repetidos em outra ocasião (como casamentos, festas, etc).

Ou será que a pergunta seria relacionada ao fluxo de trabalho com duas câmeras? Se for isso, não tem muito mistério. Geralmente quem tem duas câmeras, também tem duas ou mais lentes. Pra se ter uma maior agilidade, sem precisar ficar trocando de lente na mesma câmera a cada clique, costuma-se colocar duas lentes diferentes de uso mais comum, uma em cada câmera. Por exemplo, uma grande-angular em uma, para planos mais abertos, e uma teleobjetiva em outra, para detalhes e planos mais fechados.


E quanto ao "canal bê-á-bá" que você falou, o mais próximo que no blog que se tem disso é o Módulo Básico do curso. Sei que alguns assuntos abordados em suas aulas ainda carecem de mais detalhes, por isso, pretendo reescrevê-lo futuramente, facilitando ainda mais a vida de quem está começando. Fique atento às novidades do blog para ter acesso a este material futuramente!



22) Viviani Nunes

Boa tarde!
Tenho muitas duvidas, uma delas, como o melhor angulo para fotografar?

Att
Viviani

Viviani, não existe isso de "ângulo melhor" ou "ângulo pior". O ângulo é uma escolha subjetiva e muito pessoal do fotógrafo. Mas o que posso te dizer em relação aos ângulos, principalmente para retratos, é que funciona mais ou menos assim:

Se você fotografa de um ângulo acima do retratado, a impressão que passa é que ele é pequeno, inferior, submisso, fraco, entre outra série de adjetivos relacionados a alguém que fica numa posição "abaixo de você".

Já se você fotografa de um ângulo abaixo do retratado, a impressão que passa é que ele é grande, poderoso, forte, imponente, entre outra série de adjetivos relacionados a alguém que fica numa posição "acima de você".

Por isso, se você não quer passar propositalmente nenhuma das impressões citadas acima, o ideal é você procurar fotografar o retratado na mesma linha dos seus olhos. Se for fotografar uma criança, por exemplo, desça até o nível dos seus olhos. Abaixe-se.

Igualmente, se você for fotografar uma pessoa muito mais alta do que você, suba até o nível dos seus olhos. Use um banquinho, por exemplo, ou qualquer outra base para aumentar a sua altura aparente.

Outra coisa importante em relação ao ângulo, mas agora mais direcionado à paisagens, é procurar manter o horizonte sempre alinhado, totalmente reto. Para ler mais detalhes sobre isso, clique aqui.



23) Samarone Monjardim

Boa tarde Leandro, neste momento de minha vida como fotografo, tenho duvidas referente ao mercado em si, e creio que esta também é a duvida de muitos que vivem de fotografia, mercado de trabalho, tabelas de preços por serviço( quanto cobrar e como cobrar) como atrair clientes, publico alvo etc.., seria interessante um post falando sobre estes aspectos, obrigado

Samarone, como o foco do blog é mais na parte do aprendizado da fotografia em si, e não tanto em sua atuação profissional, ainda não publiquei nenhuma aula ou dica falando sobre a fotografia como profissão. Este é um assunto um pouco mais complicado, que exige bastante detalhes.

Por isso, para não precisar me estender muito na minha resposta, vou te passar links externos de artigos em outros sites que abordam melhor este assunto. Clique nos links abaixo para lê-los.

Fotografia: Quanto Cobrar?
Definir Preços de Fotografia Para Iniciantes

Como Cobrar? Formação Inicial de Preços na Fotografia.
 


24) Mellyssa

Oi Leandro
Boa noite!

Tenho dúvidas sobre fotometria. Se puder postar algo a respeito.

Abracos
Mellyssa

Mellyssa, nesta aula eu explico o básico sobre Fotometria. Se quiser se aprofundar mais no assunto, recomendo que leia este e-book gratuito. Não esqueça também de treinar bastante com a sua câmera, pois fotometria não é só teoria: quanto mais você afiar o olhar, mais facilmente você vai saber fotometrar, em praticamente qualquer condição de iluminação.



25) Francisco Assis de Araujo

as minhas dúvida são todas sou leigo

Francisco, para sanar algumas das suas dúvidas, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las!



26) Claudinho Mengão

Minhas maiores dúvidas, são quanto a relação iso, obturador, gostaria que me enviasse uma tabela, se existir a mesma, abraços e obrigado.

Claudinho, infelizmente não existe uma "receita de bolo", onde eu possa dizer, por exemplo: "em situação X, use ISO 100, abertura f/5.6, e velocidade 1/60" ou "em situação Y, use ISO 3200, abertura f/3.5 e velocidade 1/30".

Cada situação e cada ambiente tem uma iluminação única. É por isso que é absolutamente impossível fazer uma tabela com valores de exposição prontos, sendo mais, ou menos indicados para cada situação específica.

O mais próximo que conseguiram fazer de uma tabela pronta para situações específicas, é a Regra Sunny f/16. Se quiser saber mais sobre ela, clique aqui. Mas o que eu recomendo é que você não se prenda à ela. Tome-a apenas como referência inicial.

Para dominar de verdade o uso do modo Manual, saber exatamente quais configurações usar, quando e como usar, é preciso estudar e praticar muito. Leia as aulas do Módulo Básico do curso, procure entender a lógica da reciprocidade entre Abertura do Diafragma, Velocidade do Obturador e Sensibilidade ISO, e pratique bastante!



27) Claudia Rocha

Oi Leandro sou mega confusa com fotometria, obturador, diafragma..... Ou seja, não sei nada de fotografia.

Claudia, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso para entender melhor como tudo isso funciona em detalhes. Ao lê-las, tente entender a lógica da fotometria, que se baseia nos 3 fatores: Abertura do Diafragma, Velocidade do Obturador e Sensibilidade ISO. Pratique bastante, também. Só a prática leva à perfeição!



28) Cepandrade

Nunca fiz curso de fotografia mas tiro fotos em eventos, mas tenho muita dificuldade em tirar fotos de grupos com umas 50 pessoas juntas. Como faço para saírem bem focadas todos ?

Cepandrade, é muito fácil. Basta usar uma Abertura do Diafragma bem pequena (entre f/8 e f/11 deve bastar) e fazer o foco no rosto da pessoa que estiver mais na frente. E também, quanto mais grande-angular for a sua lente, melhor (com Distância Focal pequena), pois assim você vai ter mais Profundidade de Campo.

Caso não tenha entendido algum termo utilizado acima, recomendo que leia todas as aulas do Módulo Básico do curso.



29) Mara Machado

Descobri seu blog há poucos dias e estou encantada. Não sou profissional, faço fotos por hobby. Tenho uma compacta Nikon S9100. Adoro fazer fotos da família. As fotos que faço de dia ficam ótimas, mas as da noite... Não gosto da luz do flash. Acho muito dura. Então aumento o ISO, mas as fotos das pessoas ficam feias com sombras do nariz e o outras. Assim, as fotos continuam feias. Gostaria muito de dicas para fazer fotos noturnas.

Parabéns pelo trabalho!!!!! Parabéns pelo blog!!!!!!

Muito obrigada,
Mara

Mara, como a sua câmera é compacta, não é possível utilizar nela um flash externo (com um, seria possível rebater a luz no teto ou na parede para deixá-la mais suave). O que você pode fazer para dar uma equilibrada na iluminação é subir o ISO e também usar o flash.

Só usando o flash e deixando o ISO baixo, a luz do ambiente simplesmente some, deixando em evidência só aquela luz direta incômoda, típica de um flash na cara. Já só aumentando o ISO e não usando o flash, a foto fica com muito mais ruído e menos nítida, devido à pouca iluminação. Mas ao combinar os dois, flash mais ISO alto, você consegue fazer fotos muito mais equilibradas.

Outra solução é tentar usar o Flash de Sincronia Lenta. Neste modo de flash, a câmera seleciona uma Velocidade de Obturador mais lenta, fazendo a luz do ambiente ficar em melhor equilíbrio com a luz emitida pelo flash. Desse jeito, você pode até baixar um pouco mais o ISO.

Se não souber como ativar este modo de flash, consulte o manual de instruções da sua câmera.



30) Daiane Fischer

Olá, sou apaixonada por essa arte, no entanto não sou uma conhecedora , tenho muito ,mas muito mesmo q aprender, tudo o que diz respeito a fotografia, focada para quem está inciando  é super últil, acolho cada informação,e procuro aproveita-las ao maximo.

Daiane, para você que está iniciando, recomendo que comece lendo as aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las!



31) Clarice Freitas

Gostaria de saber porque algumas fotos ficam tremidas?

Clarice, as fotos ficam tremidas quando a câmera (ou você, se está usando o modo Manual) seleciona uma Velocidade de Obturador lenta demais. Quanto mais lenta for a velocidade, maior é a probabilidade de você tremer enquanto a câmera está capturando a luz para fazer a foto.

A solução para isso é usar velocidades mais rápidas. De maneira geral, o mínimo do mínimo recomendado para fotografar à mão livre é 1/30 (um trinta avos de segundo). Com velocidades mais lentas do que isso, como 1/15, 1/10, 1/5 de segundo, etc, é bastante provável que a foto fique tremida.

O problema é que, quanto mais rápida é a velocidade, menos luz entra na câmera, e consequentemente, mais escura tende a ficar a foco. Sabendo disso, você precisa equilibrar a perda de luz com a velocidade alta, usando uma Abertura do Diafragma maior, ou subindo a Sensibilidade ISO.

Para saber mais sobre tudo isso, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las!



32) Silvana Aparecida Ferreira Costa

Olá tudo bem?

Minha maior dúvida na fotografia é como conseguir um foco melhor.

Abraços

Silvana, não sei que tipo de câmera você tem, então não tenho como te dar uma resposta muito específica sobre isso. Mas se você está tendo problemas com o foco em todas as suas fotos, talvez você não esteja usando o método de focagem mais apropriado para a situação.

A grande maioria das câmeras digitas, mesmo as mais simples, oferecem pelo menos dois ou três métodos de focagem diferentes. Tais como: foco automático total, foco central, foco por detecção de rosto, foco localizado, foco contínuo, etc.

Procure no manual de instruções da sua câmera como trocar o método de focagem. Use diferentes tipos em diferentes situações. Talvez você perceba que em "situação X", o "método de focagem Y" é mais eficiente, ou vice-versa. Faça vários testes e descubra!



33) Karina Soares

Boa noite Leandro, já tenho conhecimento base sobre fotografia, e principalmente com fotografia de formaturas, pois já realizei alguns freelances no ano passado.
Gostaria de receber algumas dicas para fotografias noturnas, principalmente as de formatura, com ambientes de pouca luz.... coisas como que tipo de flash comprar, dicas de lentes, ângulos,enfim... (Tenho uma Canon Eos 70 d que é compativel com as lentes EF da canon).
Bom a princípio é isso, se surgirem outras duvidas eu envio outro e-mail.
Obrigada desde já.

-----
Att.

Karina Soares

Karina, como você já tem algum conhecimento sobre fotografia, então deve saber que quanto maior é a abertura máxima da lente, melhor, certo? Então, principalmente para fazer fotos sem flash a minha dica é essa: invista em lentes claras, de grandes aberturas - e de preferência, aberturas fixas.

Uma lente clara e bastante acessível, com uma faixa de distâncias focais muito utilizada para eventos, é a Tamron 17-50mm f/2.8. Lembrando que esta lente existe em várias versões: para Nikon, para Canon, para Sony, entre outras marcas. Então, se for comprá-la, não esqueça de pegar a versão com montagem certa para a sua câmera da Canon.

Quanto ao flash, acredito que um Canon 430EX II deve te servir perfeitamente. Ou se o orçamento estiver mais apertado, indico um Yongnuo YN467-II. Este último você também precisa se atentar ao detalhe da montagem certa para Canon, pois ele também existe na versão para Nikon.

Quanto as fotos em formaturas, não posso te dar dicas muito específicas sobre isso, pois não trabalho com este ramo da fotografia. O meu conselho, para se inspirar e conseguir ideias de composição, poses e ângulos, é ver alguns portfólios de outros fotógrafos que também trabalham com formaturas.



34) Vanessa Moura

Olá.
O que tenho mais dificuldade é na composição. Acho bem difícil também o enquadramento correto pra cada foto.
Atenciosamente,

Vanessa

Vanessa, no blog há uma aula onde falo especificamente sobre estes assuntos. Você já deu uma olhada? Clique aqui para conferir!



35) Bruna Regina

Olá Leandro, minhas duvidas é como fotografar paisagens, animais e o uso da Luz em alguns lugares para fotografar pessoas. Algumas partes teoricas sobre fotografia ,já conheço um pouco.
Desde já agradeço.

Att.Bruna

Bruna, como as suas dúvidas são muito abrangentes (com assuntos muito diferentes uns dos outros), escrever boas respostas para todas elas provavelmente demandaria horas. Então, ao invés de respondê-las diretamente, vou te passar links externos com explicações mais detalhadas sobre cada assunto que você quer saber mais, certo? Clique nos links abaixo:

5 Dicas Para Fotografar Paisagens
3 Regras Essenciais da Fotografia de Paisagens
Fotografando Paisagens: A Hora Mágica
Dicas Para Fotografar Animais
Fazendo Bom Uso da Luz Natural Indoor
Foto Retrato Com Luz Natural em Locais Externos



36) Zezêh Lyma

Minha dúvida ainda é quanto a luz natural.

Zezêh, para saber mais sobre o bom aproveitamento da Luz Natural, recomendo que assista os vídeos abaixo, que explicam bem sobre o assunto:

Fazendo Bom Uso da Luz Natural Indoor
Foto Retrato Com Luz Natural em Locais Externos



37) Adilson Pereira

Ólá Leandro, bom dia!

Bem, particularmente preciso aprender mais sobre como trabalhar em ambientes fechados com luzes artificiais. Quais formas de evitar o uso do flash e obter uma boa luz em minhas fotos.
Essa minha maior dificuldade.

Desde já agradeço!

Adilson, o próprio flash já é uma excelente fonte de luz artificial. Se não gosta do efeito que provoca o flash direto e tiver uma câmera do tipo DSLR, você pode pensar na possibilidade de comprar um flash externo. Os flashes externos têm a cabeça móvel, podendo fazer a luz ser rebatida no teto ou nas paredes e voltar de maneira muito mais suave, totalmente diferente daquela luz direta e frontal.

Mas se você realmente não quiser trabalhar com flash em hipótese alguma em ambientes internos, minha indicação é usar lentes claras, com grandes aberturas (Ex: f/2.8), subir um pouco o ISO (Ex: 1600) e descer um pouco a velocidade do obturador, até o ponto em que ainda consiga tirar fotos sem que elas saiam tremidas (Ex: 1/50). Dessa maneira você aumenta a capacidade de captação de luz da câmera, e pode fotografar em ambientes internos com uma iluminação mais fraca.



38) Nelson Queiroz

LENDRO BOM DIA, TENHO MUITAS DUVIDAS ,TALVEZ NEM CONSIGA PERGUNTAR, MAS UMA COISA QUE GOSTARIA DE SABER, E COMO QUE POSSO EM UMA FOTOGRAFIA ONDE APARECERA UMA PESSOA FAZENDO PARTE POR EXEMPLO DE UMA FOTO EM FRENTE UM IGREJA,CONSIDERANDO QUE QUERO TIRAR A FOTO DA IGREJA INTEIRA E DA PESSOA TAMBÉM ,SÓ QUE DEVIDO  AS CARACTERISTICAS DA FOTO  PARA PODER TIRAR FOTO DA IGREJA  EM SUA TOTALIDADE A PESSOA FICARA  MUITO DISTANTE E NÃO  SERÁ (SÓMENTE PARA QUEM A CONHECE) RECONHECIDA.COM É POSSIVEL DEIXAR A PESSOA COM  DESTAQUE E A IGREJA SAIR INTEIRA.CREIO QUE EM UMA MAQUINA SIMPLES (NÃO É POSSIVEL), E TAMBEM NÃO QUERIAUSAR ARTIFICIOS  TIPO PHOTO SHOP PARA FAZER ISTO.AGORA AS DUVIDAS MAIORES SÃO  DESPOIS DE TIRAR FOTO COMO FAZER ALBUNS ARQUIVAR NFOTOS EDITA-LAS  CREIO QUE SÃO DUVIDAS  DE MIDIA FOTOGRAFICAA,LVEZ NÃO SEJ ESTE SEU OBJETIVO. E SIM SÓMENTE ENSINAR COMO TIRAR FOTOS ,MAS ENFIM VC. SOLICITOU E ESTOU TENTANDO LHE DIZER O QUE PRECISO.

OBRIGADO
NELSON QUEIROZ

Nelson, para conseguir sempre enquadrar elementos de tamanhos muito diferentes na mesma cena, é importante que você estude a lógica de distanciamento de planos com cada tipo de lente (grande-angular, normal e teleobjetiva).

Para o seu caso em específico, o que eu faria é o seguinte: usaria uma lente teleobjetiva (ou distância focal equivalente, no caso de câmeras compactas com lente fixa), posicionaria a pessoa retratada a uns 30 metros (em média) de distância da frente da igreja, e me posicionaria a mais uns 20 metros (em média) de distância da pessoa retratada. Isso me deixaria a 50 metros (30+20) de distância total da igreja.

Com esse distanciamento planejado, o aumento relativo entre a pessoa retratada e a igreja vai ser diferente: como vou estar mais perto da pessoa e mais longe da igreja, o que aparentemente vai ficar maior é a pessoa em relação à igreja, criando a ilusão de uma pessoa gigante, e consequentemente fazendo-a ocupar uma parte do enquadramento tão grande quanto o que a igreja ocupa.

Só não esqueça que, quanto mais teleobjetiva for a sua lente (maior distância focal), menor será a profundidade de campo ao fazer o foco na pessoa a ser retratada. Procure usar aberturas bem pequenas (f/11, f/16, f/22, etc) para que tanto a pessoa quanto a igreja ao fundo permaneçam completamente em foco.

Caso não tenha entendido muito bem alguns dos termos que usei acima, não deixe de ler as aulas do Módulo Básico do curso, onde eu explico mais detalhadamente sobre cada um desses assuntos. Clique aqui para lê-las!

E quanto a diagramação de álbuns, um ótimo software para este fim é o Adobe InDesign. Caso não saiba como utilizá-lo, clique aqui para assistir uma videoaula explicando o básico da diagramação.



39) Midiã Andrade

Tenho duas
Sobre desfocar algo, as vezes quero focar no bolo e desfocar a decoração atras de uma festa e as vez quero fazer ao contrario. (Na minha camera tem a opção desofcagem, é pra ficar girando a rodinha que fica na lente do zoom)

E a outra duvida é sobre pegar uma pessoa em movimento e não ficar embaçada a mão ou alguma parte do corpo da pessoa

Midiã, para desfocar o fundo ou vice-versa, é preciso conhecer e dominar os fatores que influenciam na Profundidade de Campo das suas fotos. Clique aqui para conhecê-los.

Uma vez sabendo quais são, basta estudar mais sobre eles, que você vai ser sempre capaz de determinar que tipo de configuração é necessária para alcançar o seu objetivo, em qualquer situação. Estes fatores estão explicados detalhadamente nas aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las.

Já para conseguir "congelar" movimentos nas fotos, você tem duas opções: usar uma alta velocidade de obturador, ou se o ambiente estiver muito escuro, usar o flash. Eu também explico detalhadamente sobre a Velocidade do Obturador em uma das aulas do Módulo Básico. Não deixe de lê-la!



40) Dijane Maria Ramos

Bom dia!

Qual a melhor máquina fotográfica para o amador? .
Como devo fotografar melhor?

Dijane, não existe uma resposta definitiva para a sua pergunta sobre a melhor câmera. Pelo menos, não é possível recomendar um modelo específico de câmera que sirva idealmente para todos os iniciantes.

Uma pessoa é sempre diferente da outra. Você talvez tenha R$ 1.200 disponíveis para comprar uma câmera, Maria pode ter apenas R$ 500, já Pedro pode ter R$ 2.500. E esta é só uma das muitas variáveis que impedem a indicação de um único tipo ou modelo de câmera inicial para todos que me fazem esta mesma pergunta.

Mas para sanar parcialmente esta dúvida, foi criado um teste com 15 perguntas que auxiliam a escolher o tipo de câmera mais indicado para você, baseado no seu perfil de uso.

Clique aqui para fazê-lo!

Após responder as 15 perguntas, clique no botão "FINALIZAR TESTE".

Na próxima tela, clique em "FINISHED!".

Na tela seguinte, ignore as perguntas em Inglês que são feitas pelo site do teste, role a página para baixo e clique em "SHOW ME MY RESULT!".

Nesta última tela você poderá ver seu resultado. O teste indica o tipo de câmera que você marcou a maior porcentagem, baseado em suas respostas. Logo abaixo do seu resultado, você pode conferir alguns exemplos de modelos do tipo de câmera que foi indicado pelo teste, e em seguida as porcentagens marcadas em cada um.

Não tome este teste como conclusão absoluta, somente como referência. Ele serve apenas para você, que está totalmente sem rumo em meio a tantas câmeras no mercado, se orientar melhor sobre o possível tipo que mais se encaixa em seu perfil de uso.

E quanto a sua pergunta sobre como fotografar melhor, apenas duas palavras: estudo e prática!

O estudo você pode começar aqui mesmo pelo blog, lendo as aulas do Módulo Básico do curso. E a prática, fica por sua conta. Conforme você for lendo as aulas, faça testes na prática com a sua câmera. Fazendo isso, sem dúvidas você passará a fotografar melhor naturalmente!



41) Benedito Antonio de Souza

As minhas dúvidas são muitas, é difícil enumerá-las. Mas eu começaria dizendo que as mais básicas são sobre o tripé básico da fotografia: diafragma, obturador e ISO. Também quanto a regular esses itens e mais a profundidade de campo. Eu me comprometo a lhe pedir por e-mail sobre as demais dúvidas à medida que for praticar fotografia, pois eu sou novato e estou entusiasmado com essa prática. Obrigado por tudo

Benedito, todos estes assuntos nas quais você tem dúvidas, já estão explicados em detalhes nas aulas do Módulo Básico do curso. Você já deu uma olhada? Clique aqui para conferir!



42) Angela Morro Redondo

Bom dia Leandro como estou começando a fotografar o minha maior dificuldade é o ajuste da abertura e velocidade

Angela, estes assuntos nas quais você tem dúvidas, já estão explicados em detalhes nas aulas do Módulo Básico do curso. Você já deu uma olhada? Clique aqui para conferir!



43) Renata Carvalho

Olá, minhas maiores dúvidas são sobre ISO e flash.  Geralmente pela noite tenho dificuldade para fotografar. Sem um flash embutido(não sei bem como posso chamar) fica um pouco difícil. Só o flash da câmera não dá um bom resultado. Então, como posso configurar a maquina (mais ou menos) para não perder velocidade e qualidade?
Geralmente fotógrafo corridas de rua pela noite.

Desde já, obrigada pela atenção.

Renata, por "flash embutido", acredito que você esteja se referindo a "flash externo", certo? Se for isso e sua câmera for compatível, um flash externo pode ser uma boa opção para não ter que ficar subindo o ISO até tal ponto em que a qualidade da imagem começa a se deteriorar muito.

Outra opção é investir em uma lente mais clara (com abertura maior), se a sua câmera for do tipo DSLR. A lente que geralmente acompanha o kit inicial das DSLR mais básicas é a 18-55mm f/3.5-5.6. Isso significa que sua abertura máxima é f/3.5 em 18mm e f/5.6 em 55mm.

Já é uma lente boa, uma espécie de "faz tudo básica". Mas para o tipo de fotografia que você faz, como corridas noturnas, que exigem altas velocidades de obturador para congelar a imagem, ela pode não ser suficiente. Portanto, uma boa alternativa ao flash externo é usar outra lente mais clara.

Uma lente muito em conta e bastante clara é a 50mm f/1.8. Seu ângulo de visão é um pouco fechado, mas compensa pela excelente abertura e ótimo custo-benefício. Para Canon, indico a EF 50mm f/1.8, e para Nikon, a AF-S 50mm f/1.8G.



44) Geraldo Luz

Boa tarde Leandro.
Minha maior dificuldade é com zoom e teleobjetivas.
É trabalhar a distância ideal do motivo.

Estou tentando achar os cliques ideais. Rs
Vou praticando por aí.
Abraço.

Geraldo Luz

Geraldo, infelizmente não tenho nenhuma dica teórica para te dar com relação às suas dúvidas, pois isso se aprende na prática, fotografando bastante, meio que automaticamente. Mas se a sua dúvida é mais em relação ao enquadramento em si, independente do tipo de lente ou quantidade de zoom utilizado, recomendo que leia a aula onde falo sobre Composição e Enquadramento. Clique aqui para lê-la!



45) Ericsson Souza

Olá Leandro,

Tudo bem? Ótima iniciativa essa sua, segue abaixo 2 temas que eu gostaria de aprender um pouco mais:

1) Melhores custos benefícios para lentes de entrada.

Artigo analisando por exemplo quais lentes um amador deveria adquirir no início. Abordando melhores custos benefícios.

Por exemplo:
Vantagens de adquirir um 50mm com sendo um ótimo custo benefício para retratos que deixam a desejar com as lentes dos kits ou as vantagens de comprar uma Lente Canon EF-S 55-250mm f/4-5.6 IS ao invés por exemplo de uma Canon EF 75-300mm f/4.0-5.6 III USM. Informações básicas sobre lentes.

Tudo isso com uma abordagem para amandores que normalmente precisam de um estabilizados de imagens e outros cuidados mais.

2) Lentes Fisheye

Nomeclaturas e modelos, custos benefícios, etc

Grande abraço,
Eric

Ericsson, vamos às respostas:

1) Esse tipo de comparação é interessante, porém de certa forma um pouco inútil na maioria dos casos. Primeiro porque, o que é considerado "bom custo-benefício" para alguns, para outros pode não ser tanto (depende muito da classe social e do nível de conhecimento de cada um).

E segundo porque, da mesma maneira, o que pode ser indicado para o João, que fotografa casamentos, pode não ser tão indicado para a Maria, que fotografa esportes, por exemplo.

A escolha das lentes é uma coisa muito pessoal, que muda muito de indivíduo para indivíduo, levando em conta diversas possíveis variáveis. Não dá para afirmar, por exemplo, que "lente W é indicada para fotógrafo X com câmera Y em situação Z, em 100% dos casos".

2) Mesma resposta da anterior. Além disso, as nomenclaturas também variam muito de marca para marca. As principais eu já expliquei nesta aula do Módulo Básico.



46) Licagiff

Oi
As minhas maiores dúvidas são: como desfocar o fundo da foto, qual a melhor lente para fazer um "book" e qual o melhor horário do dia para tirar fotos ..?!
Obrigada

Licagiff, para desfocar o fundo é preciso conhecer e dominar os fatores que influenciam na Profundidade de Campo das suas fotos. Clique aqui para conhecê-los. Uma vez sabendo quais são, basta estudar mais sobre eles, que você vai ser sempre capaz de determinar que tipo de configuração é necessária para alcançar o seu objetivo, em qualquer situação. Estes fatores estão explicados detalhadamente nas aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las.

Em relação à melhor lente para fazer books, não existe uma única que sirva bem para todos os casos. Depende muito de diversos fatores que variam, como: se é book em estúdio ou externo, se é durante o dia ou à noite, se a sua câmera tem sensor APS-C ou Full Frame, entre outras coisas.

Mas de maneira bem generalizada, as lentes mais utilizadas costumam ter distâncias focais fixas, que costumam ir de 35mm até 200mm, dependendo do espaço que você tem disponível para se locomover e dos principais enquadramentos pretendidos.

Também não posso te dizer que existam horários do dia melhores ou piores para se fotografar. Isso depende muito da visão pessoal do fotógrafo. Mas de maneira geral, a preferência comum para paisagens e retratos externos é nas chamadas "horas mágicas". Ou seja, quando o Sol está nascendo e quando está se pondo, no começo da manhã e no final da tarde.



47) Virgínia Vilarinho Gonçalves

Olá, Boa tarde,

Minhas maiores dúvidas em fotografia são : Como tirar fotos em movimento, ou seja costumo fotografar muito minha filha jogando voleibol, e as vezes 1 elemento da foto fica legal e outros saem  com problemas, e também saem manchas brancas ou seja um clarão nos rostos das pessoas. Qual saída, para esse dois casos.

Desde já, meu muito obrigado

Virgínia Vilarinho Gonçalves

Virgínia, todo o movimento (ou a falta dele) na foto diz respeito à Velocidade do Obturador que a câmera seleciona (ou você, se estiver usando o modo Manual).

Quanto mais alta for a velocidade de obturador (pequenas frações de segundo), mais fácil é de você "congelar" movimentos rápidos. Ao contrário, quando mais baixa é a velocidade, maior é a probabilidade de o que se move rapidamente sair borrado na foto.

Quanto ao segundo caso, acredito que as fotos estejam ficando superexpostas (claras demais). Isso acontece quando a câmera captura mais luz do que deveria. Provavelmente isso está acontecendo pelo mesmo motivo que está deixando as fotos borradas: a velocidade do obturador está muito lenta.

Além de ter a capacidade de congelar ou borrar a foto, a velocidade do obturador também afeta na quantidade de luz que a câmera captura. Quanto mais lenta for a velocidade, mais luz a câmera capta. E quanto mais rápida, menos luz ela capta.

Clique aqui para saber entender melhor sobre os efeitos da Velocidade do Obturador.



48) Maria Silva

Pretendo trabalhar com fotos de casamentos quais as melhores cameras para esse tipo de trabalho.

Maria, o ideal para praticamente qualquer tipo de trabalho profissional é usar uma ou mais câmeras do tipo DSLR. Este tipo de câmera oferece uma ótima qualidade de imagem, muita versatilidade e excelente custo-benefício.

Mas antes de começar a fazer da fotografia a sua profissão, recomendo que estude bastante. Especialmente em eventos únicos que não se repetem, como casamentos, é absolutamente essencial dominar o seu equipamento e saber exatamente o que está fazendo, para evitar possíveis dores de cabeça no futuro.



49) Martins

Ilustre,

Obrigado pela oportunidade, na verdade conheço muito pouco de fotografia apesar de ser facinado por ela.

As vezes não conheço o suficiente para expor minhas dúvidas, porém, não consigo enfoque satisfatório com uma lente 75-300 que tenho.

Minha câmara é canon 7D e estou tentando fotografar surfista a 100 m e não consigo bons resultados.

Esta lente é insuficiente, ou com um pouco de aplicação atingirei bons resultados?

Abç.

Martins

Martins, se você não está satisfeito com a aproximação obtida nas suas fotos usando 300mm e não tiver condições de investir em uma lente de maior distância focal (digamos 400mm ou mais), uma opção é fazer um corte nelas, em um programa de pós-produção. Fazendo isso, o enquadramento vai ficar mais fechado, e consequentemente, a distância entre você e o surfista vai parecer menor.

Outra opção mais barata, ao invés de pegar uma lente tradicional de grande distância focal caríssima, é comprar uma Lente Espelho (Mirror Lens). Este tipo de lente costuma ser muito mais barata do que as tradicionais, por dois motivos. Primeiro porque elas não têm foco automático, somente manual. E segundo, porque sua construção ótica utiliza um sistema diferente (e mais barato) de captação de luz.

Como desvantagem em relação às tradicionais, as Lentes Espelho são menos nítidas e mais escuras (além de não terem foco automático). Mas em contrapartida, são muito, muito mais baratas.

É bastante comum encontrar, por exemplo, uma Lente Espelho 800mm f/8 por menos de R$ 1.000. E só para efeito de comparação, uma lente tradicional 800mm f/5.6 com foco automático, você dificilmente encontra por menos de R$ 30.000 (sim, trinta mil reais).

Se for comprar uma Lente Espelho, não esqueça de comprar junto também o anel de montagem corresponde à marca da sua câmera (Canon, no caso), pois o encaixe traseiro desse tipo de lente é diferente das tradicionais.

Para o seu caso em específico, acredito que uma Samyang 500mm f/6.3 já deva servir perfeitamente.



50) Josiane Leite

tenho duvidas em focagens e editar fotos...Como focar e desfocar . Tipo desfocar a pessoa e focar em paisagem..

Josiane, para focar o assunto e desfocar o fundo ou vice-versa, é preciso conhecer e dominar os fatores que influenciam na Profundidade de Campo das suas fotos. Clique aqui para conhecê-los.

Uma vez sabendo quais são, basta estudar mais sobre eles, que você vai ser sempre capaz de determinar que tipo de configuração é necessária para alcançar o seu objetivo, em qualquer situação. Estes fatores estão explicados detalhadamente nas aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las.

Já para editar fotos, o programa mais indicado, na minha opinião, é o Adobe Lightroom. No blog há uma videoaula onde faço uma introdução sobre como utilizá-lo para editar as suas fotos. Clique aqui para assisti-la!



51) Cláudio Trabuco

Boa noite Leandro!!

Como iniciante na arte da fotografia, posso dizer que minhas dúvidas “são todas as possíveis”.

Gostaria se possível, que você publicasse “dicas”  para os observadores de pássaros como eu. Tenho tirado fotos no modo automático com resultados razoáveis, porém, acredito que com algum conhecimento sobre a “prioridade abertura” os resultados poderiam ser melhores. Aproveitando a oportunidade, gostaria de uma dica “especial”: tenho uma Nikon P520 e estou pretendendo comprar uma DSLR. Qual a marca/modelo de sua preferência ?

Grato

Claudio Trabuco

Cláudio, como você é observador de pássaros - o que exige muita aproximação com as lentes - te indico permanecer com a Nikon P520. Para conseguir o mesmo alcance equivalente da P520 em uma DSLR, você gastaria uma fortuna.

Mas se você estiver realmente disposto a gastar alguns milhares de reais, te indico uma Nikon D7100 em conjunto com a lente Tamron 150-600mm f/5-6.3. Atualmente, este conjunto você pode conseguir comprar por cerca de R$ 6.000 a R$ 7.000.

Só lembrando que, mesmo com este conjunto caro, ainda assim o alcance máximo vai ser um pouco menor do que o conseguido utilizando o zoom máximo da Nikon P520. Isso se deve ao tamanho do sensor de cada câmera, que no caso, o das DSLR é muito maior que o das Superzoom. Quanto maior é o sensor, mais caro se torna para conseguir alcançar mais longe com as lentes

Quanto as configurações de exposição, com certeza é possível obter fotos melhores se você conseguir dominar o uso do modo Manual. Para isso, recomendo que leia e releia as aulas do Módulo Básico do curso, que falam sobre isso. Clique aqui para lê-las!



52) Andressa Melo

Boa noite Leandro, na verdade não consigo manusear a camera, e minha dificuldade é entender sobre o diafragma, obturador em prática. Sou apaixonada por fotografia e deixei a câmera de lado por conta de não conseguir. Tenho uma D7000. Abraços.

Andressa, você tem uma excelente câmera em mãos! Não a deixe de lado. Caso não consiga entender como operar a D7000 em si, dê uma lida no manual de instruções dela. E quanto as configurações de exposição, para entendê-las melhor, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso, onde explico detalhadamente sobre elas. Clique aqui para lê-las!



53) Elaine Cheachirini

Olá Leandro,

Estou começando na fotografia e o meu foco estão nos ensaios de Gestante e Bebê.
Minha maior dificuldade está na iluminação de studio.
Agradeço desde já, a grande ajuda nesse início de uma nova fase em minha vida.
Obrigado.

Elaine Cheachirini

Elaine, a iluminação de estúdio é um assunto extremamente abrangente e complexo. Eu teria que escrever praticamente um curso inteiro sobre isso para poder te dar uma boa resposta. Isso é totalmente inviável, mas eu não quero te deixar na mão. Então vou te indicar um excelente curso que fiz, o qual aborda detalhadamente os assuntos Luz e Iluminação de Estúdio.

Ele não é gratuito, mas pelo conteúdo que é ensinado, vale cada centavo pago. Se tiver interesse, clique aqui para fazê-lo.



54) Daiane Medeiros de Lima

Ola Leandro, td bem??? Parabéns pelo seu belo trabalho.
Bem , eu não sou nenhuma expert na área de fotografia , apenas mais uma apaixonada...kkk Comprei recentemente uma nikon d 5300 , e agreguei uma outra lente (55—300 mm pra tentar fotografar por do sol , lua , e belas paisagens)kkkk
Então aí vão minhas dúvidas...
1—Como tirar belas fotos da lua ou do sol?
2— Tenho uma amiga que esta montando uma loja de compras on—line.E adivinhe quem está escalada pra tirar fotos de objetos e tb manequins???

Euzinha...kkk Mas qual a melhor forma de tirar esses tipos de foto???
3— Meu marido e Chef de cozinha , queria muito acompanhar seu trabalho...Mas qual melhor forma de tirar fotos de pratos , comidas em geral???

Bom Leandro , ficam aí minhas perguntinhas chatas.Espero que consiga um tempinho pra responder.

Um grande abraço!!!

Daiane Medeiros de Lima

Daiane, vamos às respostas:

1) Sobre como fotografar a Lua, já existe uma postagem onde explico como fazer isso aqui no blog. Clique aqui para lê-la.

Já para fotografar o Sol, como ele é absurdamente brilhante, você vai precisar cortar toda a luz que for possível, usando as configurações mais extremas que a sua câmera e lente permitirem.

ISO: Use o menor possível. Geralmente 100 ou 200.

Abertura do Diafragma: Use a menor possível da sua lente. Geralmente f/22, f/32 ou f/40.

Velocidade do Obturador: Use a mais rápida possível. Geralmente 1/2000, 1/4000 ou 1/8000.

Mesmo cortando toda essa luz de todas as maneiras possíveis, ainda assim é provável que a sua foto fique superexposta. Nesse caso, será preciso adquirir um filtro de Densidade Neutra para a sua lente. Este filtro corta ainda mais a luz que entra por ela.

Existem diversas graduações de cortes de luz para este filtro. Para garantir, pegue um de altíssima graduação, como o ND400. Clique aqui para saber mais sobre estes filtros e suas respectivas graduações.


2) A fotografia de objetos (Still) e de manequins são assuntos extremamente abrangentes e complexos. Eu teria que escrever praticamente um curso inteiro sobre cada um deles para poder te dar uma boa resposta. Isso é totalmente inviável, mas eu não quero te deixar na mão. Então vou te indicar dois excelentes cursos que fiz, os quais abordam detalhadamente os assuntos que você tem interesse em aprender.

Eles não são gratuitos, mas pelo conteúdo que é ensinado, valem cada centavo pago. Se tiver interesse, clique aqui para fazer o curso Still: A Fotografia de Objetos e aqui para fazer o curso Fotografia Para E-commerce: Moda e Acessórios.


3) A fotografia de gastronomia também é outro assunto bastante complexo e abrangente. Novamente, vou te recomendar um ótimo curso da área, o qual explica bem cada pequeno detalhe sobre o assunto. Clique aqui para fazer o curso de Fotografia de Gastronomia.


Desculpe não poder responder às suas perguntas eu mesmo, mas realmente não teria como. Certas áreas da fotografia não dá pra resumir tudo a respeito em algumas poucas linhas de texto: é necessário muito, muito mais explicações minuciosas sobre cada detalhe importante.



55) Wagner Ruiz

Olá Leandro!

Tenho uma dúvida sim, sou iniciante com uma canon T3i rebel, e estou sempre lendo e estou finalizando um curso on line da iPED, o qual é um curso que vem desde a história até os tempos atuais, estou achando muito bom...

Porém como todo iniciante, é dificil guardar toda esta informação de uma vez só, estou guardando os materiais, e me surgiu a seguinte questão:

Existe um roteiro básico para condições climáticas x calibragem das funções das DSLR´s?

Vou ser mais claro, estou numa praia com muito sol -> Dica deste roteiro: Exemplo -> Deve-se abrir o obturador ao máximo e ir restringindo conforme a distância focal, se for com pessoas, retirar o fundo e deixa-lo fosco, algo neste sentido, não sei se fui claro...

Um abraço
Wagner

Wagner, infelizmente não existe uma "receita de bolo", onde eu possa dizer, por exemplo: "em situação X, use ISO 100, abertura f/5.6, e velocidade 1/60" ou "em situação Y, use ISO 3200, abertura f/3.5 e velocidade 1/30". Até porque, cada fotógrafo tem sua própria visão artística, o que reflete diretamente em sua identidade fotográfica.

O mais próximo que existe de uma tabela pronta para situações específicas é a Regra Sunny f/16. Se quiser saber mais sobre ela, clique aqui. Mas o que eu recomendo é que você não se prenda à ela. Tome-a apenas como referência inicial.

Para saber exatamente quais configurações se deve usar, quando e como usar, é preciso dominar o modo Manual, estudando e praticando muito. Para começar os seus estudos sobre isso com o pé direito, recomendo que leia as aulas do Módulo Básico do curso. Clique aqui para lê-las!



56) Ricardo Valenca

minha duvidas são em lentes e como usa-las.
Tenho uma dslr t3 da Canon

Ricardo, no blog já existe uma aula onde eu falo um pouco sobre lentes. Você já deu uma olhada? Clique aqui para conferir!



57) Edivania Fernandes

Boa tarde minha duvida é sobre a Abertura do diafragma.Mas seus cursos são ótimos estou aprendendo muito mas minha dificuldade maior é a abertura msm..Não sei se é por causa da minha câmera que é uma compacta com zoom..Mas pretendo me esforçar cada vez mais para entender.Obrigado!

Edivania, realmente, talvez a sua cabeça esteja confusa em relação ao diafragma, porque o das câmeras compactas se comporta de maneira um pouco diferente em alguns aspectos. Mas de maneira bem resumida, funciona assim:

Número f/ Menor (Ex: f/4) = Abertura do Diafragma Maior
Número f/ Maior (Ex: f/16) = Abertura do Diafragma Menor
Abertura do Diafragma Maior = Mais Luz e Menos Profundidade de Campo
Abertura do Diafragma Menor = Menos Luz e Mais Profundidade de Campo

Para entender melhor toda esta relação, recomendo que leia e releia diversas vezes as aulas onde eu falo sobre a Abertura do Diafragma e a Profundidade de Campo. Logo após ler, faça testes práticos com a sua câmera. O estudo seguido da prática é a melhor maneira para se aprender algo com eficiência, deixando o que foi aprendido realmente fixado na sua mente.



58) Augusto Felipe

Gostaria de saber mais de como fotografar uma boa paisagem e pessoas.

Obrigado,

Augusto, como as suas dúvidas são muito abrangentes (com assuntos muito diferentes um do outro), escrever boas respostas para todas elas provavelmente demandaria horas. Então, ao invés de respondê-las diretamente, vou te passar links externos com explicações mais detalhadas sobre cada assunto que você quer saber mais, certo? Clique nos links abaixo:

5 Dicas Para Fotografar Paisagens
3 Regras Essenciais da Fotografia de Paisagens
Fotografando Paisagens: A Hora Mágica
Como Fotografar Pessoas
20 Dicas Para Fotografar Pessoas



59) Nátali Martins

ola Leandro eu tenho uma sl1000 da fuji estou querendo compra uns filtros mais não sei pra qual momento usalos e quais são os mais usados.

Nátali, como a sua câmera não é DSLR, em primeiro lugar, você vai precisar comprar um tubo ou anel adaptador para filtros, pra poder encaixá-los devidamente. Isso é necessário porque os filtros foram originalmente projetados para serem rosqueados em lentes para câmeras do tipo DSLR. A Fujifilm SL1000 é do tipo Superzoom, que usa uma lente fixa, diferente das removíveis para DSLR.

Este tipo de tubo ou anel você encontra facilmente na internet, em sites como o Mercado Livre.

Quanto às funções e utilidades de cada tipo de filtro, você encontra mais informações sobre isso na aula onde eu falo dos Filtros e Anéis. Clique aqui para lê-la!



60) Edna Magagna

Olá,eu sou uma apaixonada por fotografia,e gostaria muito de me tornar uma excelente profissional no ramo,porém eu sei que para tal não basta gostar,tem que ter dom.Ao contrário do que muitos pensam,sei que para registrar um bom click,não é "só apertar um botão."
Adoro suas dicas,simples,claras e objetivas,ajudam muito quem está começando.
Mas como eu sei que não é tudo tão simples assim,estou com receio de adquirir uma câmera profissional(R$$$$$),tenho uma Nikon L820,que para mim,tem uma ótima definição,e estou usando ela,aliada ao Photoshop CS5.Minha dúvida é essa,com a minha humilde coolpix,posso me aventurar até ter certeza de que tenho vocação para fotografia??Se sim,dê umas dicas no Blog,de como aproveitar melhor ela...PS:Não pretendo fotografar eventos.Gostaria de uma resposta por email,se possível,e dicas no Blog.
Grata

Edna, enquanto você estiver apenas fotografando por hobby, como amadora, a Nikon L820 deve te servir bem. Mas caso você queira dar um passo à frente na fotografia, e talvez até se tornar uma profissional do ramo, recomendo que você adquira pelo menos uma câmera com controles manuais de exposição (a L820 não tem).

O domínio e uso do modo Manual de exposição é essencial para qualquer fotógrafo que queira ter controle total sobre como vão ficar as suas fotos, seja ele amador ou profissional. Por isso, o primeiro passo em direção à sua evolução como fotógrafa é ter um equipamento que supra esta necessidade.

Recomendo que já comece com uma câmera DSLR, pois este tipo de câmera oferece controles manuais, muita versatilidade e ótima qualidade de imagem. E além disso, hoje em dia os modelos mais básicos possuem um custo-benefício excelente.

Como você já está familiarizada com a marca Nikon, talvez seja uma boa ideia continuar na mesma. Como primeira DSLR, te recomendo um dos seguintes modelos:

- D3100
- D3200
- D3300
- D5100
- D5200
- D5300



61) Rui Rosa

oi as minhas maiores duvidas sobre a fotografia é sobre « EQUILIBRAR O PESO VISUAL »

Aguardo a sua resposta

Rui, o peso visual fica equilibrado em uma cena quando se faz uso de um bom Enquadramento e uma boa Composição. No blog já existe uma aula onde eu falo sobre estes dois fatores essenciais para uma boa fotografia. Clique aqui para lê-la!



62) Arlito Vieira

Boa noite Sr. Leandro,

As minhas dúvidas na fotografia são com relação às fotografias de "macro" e de "still".
Grato pela atenção,
Arlito Vieira

Arlito, o blog já conta com bastante material que fala sobre Macro. Você já conferiu?

Módulo Intermediário - Aula 8 - Macrofotografia - Parte 1
Módulo Intermediário - Aula 9 - Macrofotografia - Parte 2
Módulo Intermediário - Aula 10 - Macrofotografia - Parte 3  
Como Fazer Boas Fotos Macro com Lente Invertida

O Still já é um assunto um pouco mais abrangente e complexo. Eu teria que escrever praticamente um curso inteiro sobre isso para poder te dar uma boa explicação. Isso é totalmente inviável, mas eu não quero te deixar na mão. Então vou te indicar um excelente curso que fiz, o qual aborda detalhadamente o assunto Still: A Fotografia de Objetos.

Ele não é gratuito, mas pelo conteúdo que é ensinado, vale cada centavo pago. Se tiver interesse, clique aqui para fazê-lo.



63) Ju Pereira

Oi td Bem ? Uma das minhas maiores dúvidas e sobre lentes por mais que eu conheça as aberturas sempre fico sem saber o que comprar primeiro....por exemplo quero comprar uma lente grande angular clara para fotografar festa ....qual devo comprar?

Ju, você já conhece o DPReview? É um site onde você pode comparar câmeras e lentes lado a lado, em todos os seus mínimos detalhes. Clique aqui para ir direto à seção de comparação de lentes.

Como você não especificou a marca da sua câmera e nem a faixa de preço da lente que pretende comprar, não tenho como te dar uma dica muito específica.

Mas para a sua pretensão, acredito que uma lente na faixa de distância focal entre 10 e 16mm, e de abertura entre f/2.8 e f/4 deva ser suficiente. Compare lentes dentro destas especificações no DPReview e escolha a de melhor qualidade, que você tenha condições de comprar.



64) Jazon Benine

Caro professor,
quando é indispensável comentar a foto postada para o público?

Qual o valor artístico fotográfico de uma foto veladamente editada ao ponto de quase não ser mais reconhecível da original?

Qual o valor artístico editorial de uma foto ótima que não foi possível reconhecer que se foi editada?

Por que devo valorizar fotos em preto e branco não apenas pelo realce da melancolia das formas?

Por que valorizar fotos da natureza que são de beleza fácil?

obrigado

Jazon, vamos às respostas, enumerando as perguntas para facilitar:

1) Indispensável mesmo, acho que nunca. Você sempre pode optar por simplesmente não dizer nada. Geralmente, eu prefiro comentar quando a pessoa já mostra algum indicativo de que está receptiva para receber opiniões e críticas sobre a foto.

Às vezes, quando uma foto simplesmente é postada, sem nada escrito junto, a intenção da pessoa talvez seja apenas mostrá-la para receber elogios, e ela não espera receber nenhum tipo de comentário sobre ela. Nesse caso, qualquer tipo de crítica ou opinião postada a respeito, pode não ser bem-vinda.


2) Depende muito, de várias fatores. Quem tirou a foto? Quem editou a foto? Que tipo de público está observando a foto? Qual é o nível de conhecimento artístico dos observadores? Tudo isso influencia muito na percepção das pessoas.

Já vi fotos exatamente do jeito que você falou, mas por exemplo, só pelo fato de terem sido feitas por fotógrafos de renome, elas quase que automaticamente ganharam um alto valor artístico. O mesmo certamente não aconteceria se, por acaso, a mesma foto tivesse sido feita por um "zé ninguém".


3) Acredito que o mesmo. Edição de imagem não tira o mérito artístico do fotógrafo, ela só serve para melhor ainda mais aquilo que já é bom. Ainda mais se tratando de mercado editorial, onde praticamente todas as fotos passam por um processo de pós-produção antes de serem publicadas.


4) O preto e branco é um assunto bastante polêmico na era digital. Pessoalmente, eu também acredito que certas fotos simplesmente não combinam com a falta de cores (a maioria das paisagens, por exemplo).

Mas, é uma escolha pessoal de cada fotógrafo, deixar suas fotos coloridas ou em preto e branco. Acho que faz parte da criação da sua identidade fotográfica. Você consegue, por exemplo, enxergar como ficariam as fotos mais populares do Sebastião Salgado em cores? Eu não...


5) Justamente pela beleza simples, artisticamente falando. Assim como existem retratos absurdamente simples, porém de beleza estonteante, pelo simples fato de o(a) retratado(a) ser belo(a), o mesmo vale para as coisas da natureza. Já se for avaliar o valor em relação à questão da dificuldade para se obter tais fotos, nesse caso, geralmente há muito pouco - salvas as exceções.


Só lembrando que, como as suas perguntas são muito subjetivas, as respostas não representam exatamente uma verdade absoluta, mas sim apenas refletem a minha opinião pessoal sobre cada uma delas.



65) Viviane Vieira

olá Leandro.
obrigada pelo e-mail.
uma das minhas duvidas é como devo fotografar ao ar livre, (paisagens, nascer do sol, etc) só que de uma forma diferente.
espero sua resposta, beijo!

Viviane, como a sua dúvida é muito abrangente, escrever uma boa resposta para ela provavelmente demandaria muito tempo. Então, ao invés de respondê-la diretamente, vou te passar links externos, com explicações mais detalhadas relacionadas à fotografia ao ar livre, certo? Clique nos links abaixo:

5 Dicas Para Fotografar Paisagens
3 Regras Essenciais da Fotografia de Paisagens
Fotografando Paisagens: A Hora Mágica



Espero que as informações contidas nesta postagem ajudem bastante a todos. Tanto aqueles que tiveram suas dúvidas respondidas diretamente, quanto outros que também têm uma ou mais dessas dúvidas em comum.

Ótimos cliques para todos! ;)