terça-feira, 19 de julho de 2011

Módulo Básico - Aula 5 - A Sensibilidade ISO

Na aula de hoje, aprenderemos sobre o terceiro e último fator em que a exposição é baseada.


A Sensibilidade ISO

A sensibilidade ISO, também conhecida por velocidade ISO, é a medida de sensibilidade do sensor a luz. Algumas vezes, ISO também pode ser referido como ASA, como era chamado antigamente nas câmeras de filme. Quanto maior o número ISO, maior será a sensibilidade do sensor a luz. A escala ISO mais comum vai de 100 a 3200, mas atualmente já existem câmeras que chegam a valores exorbitantes de ISO 102400.

Geralmente, quando vamos fotografar em um ambiente bastante iluminado, deixamos o valor ISO mais baixo, para que a foto não fique clara demais. Já em ambientes de pouca luz, normalmente deixamos o valor ISO mais alto, para que a foto não fique escura demais.

A cada valor de ISO que aumentamos, a sensibilidade do sensor a luz dobra. Por exemplo, em ISO 200, o sensor é duas vezes mais sensível a luz do que em ISO 100. Em ISO 400, o sensor é duas vezes mais sensível do que em ISO 200, e assim por diante. O mesmo vale para o contrário, só que dividindo a luz pela metade. Por exemplo, em ISO 1600, o sensor é duas vezes menos sensível a luz do que em ISO 3200. Em ISO 800, o sensor é duas vezes menos sensível do que em ISO 1600, e assim por diante.



Veja um exemplo de como a sensibilidade ISO afeta a exposição. A abertura do diafragma e a velocidade do obturador foram mantidas as mesmas em todos os exemplos, somente a sensibilidade ISO foi alterada para efeito de comparação. Clique na imagem para visualizar em tamanho maior.


Assim como a abertura do diafragma e a velocidade do obturador, a sensibilidade ISO tem outro efeito na foto além de afetar a exposição, só que infelizmente, diferente dos outros dois fatores, é um ponto negativo. Este ponto negativo chama-se ruído. O ruído deixa a imagem com pontinhos de cores e iluminação, deixando a foto menos nítida. Sabe aquela foto que você tira em seu celular à noite em que principalmente as partes pretas da foto aparecem com pontinhos ou pequenas manchas? Isto é o ruído. Vejamos um exemplo. Observe nesta imagem a parte marcada em vermelho.


Aplicando um zoom nesta área, em diferentes sensibilidades ISO podemos ver claramente a perda de cores e nitidez que o ruído causa. Clique na imagem para ampliar.


Confira também o vídeo ilustrativo abaixo.



Saber conciliar abertura do diafragma, velocidade do obturador e sensibilidade ISO para obter o efeito que se deseja e ao mesmo conseguir uma exposição equilibrada não é uma tarefa nada fácil. Mas não desanime, a fotografia não é nenhum bicho de sete cabeças. Com força de vontade para aprender e muito treino, mesmo as maiores dificuldades vão parecer brincadeira de criança para você. Leia, releia, treine, erre, treine mais, acerte, e nunca pare de querer aprender. A fotografia é uma escada com infinitos degraus. Mesmo quando você acha que já sabe tudo, sempre tem algo novo para aprender.

Finalmente chegamos ao fim dos fatores em que a exposição é baseada. Se você acompanhou as aulas anteriores, após terminar de ler esta, tenho certeza que o seu conhecimento sobre fotografia aumentou muito nos últimos dias. Cada informação que você leu aqui e assimilou vai lhe ser muito útil para criar novas possibilidades.

Até a próxima aula!

Aula Anterior   Próxima Aula